terça-feira, 1 de maio de 2018

TOV 1956: DOMINGOS RAMALHO, AVANTE VASCAÍNOS

Aquele homem simples, modesto, com a sua trombeta de talo de mamona, relembra os trombeteiros de Moisés a chamar os fiéis ao templo. 
Duzentos e cinqüenta mil adeptos do Vasco da Gama no Distrito Federal (Rio) e mais de um milhão dispersos por todo o Brasil, conhecem aquele toque de guerra que se faz ouvir em todos os Estádios onde estiver uma representação do C. R. Vasco da Gama.
O toque dessa trombeta tantas vezes ouvido pelo Presidente Juscelino. 
Aos aplausos do povo ao término do brilhante discurso do Chefe da Nação, juntaram-se as ovações após o toque de “Avante, Vascaínos”, entoado pelo trombeteiro-chefe da Torcida do Vasco da Gama. 
Aquele toque de guerra inspirador de fé e confiança, penetrou em nossos corações. 
O homem humilde alertava os descrentes, os indiferentes, os vencidos sem luta, os eternos fatalistas que sonham com o maná do céu.
Fonte: Jornal dos Sports 03 de Maio de 1956

TOV Jornal dos Sports 1956

TOV São Januário 1956

TOV 1956

Nenhum comentário:

Postar um comentário