terça-feira, 2 de janeiro de 2018

TORCIDA DO VASCO 1938: SURGIRÁ A “ALA DA VICTÓRIA” PARA ANIMAR OS PLAYERS CONTRAPRODUCENTE O APUPO AO QUADRO QUE PERDE

Fala O Sr. Armando de Oliveira sobre a atitude da Torcida Vascaína.
A vaio sofrida pela aquipe Vascaína que enfrentou o América entristeceu.
Os próprios elementos autores da expansão mometanea estão arrependidos. Nem outra coisa era de esperar, pois cabe aos associados incentivar os seus jogadores, entusiasmando-os para a vitória. Pode-se afirmar sem dúvida, que os Vascaínos não repetirão mais as vaias de dois dias atraz, pois isso, longe de dar animo aos jogadores cada vez mais os enerva, tirando-lhes noventa por cento de produção técnica.
Ontem encontramos o Sr Armando Tavares de Oliveira um dos associados mais antigos do Vasco e que gosa de grande prestigio entre os seus associados.

VAMOS FORMAR A “ALA DA VICTÓRIA”
O Sr Armando Tavares de Oliveira, disse-nos.
- Não desejo lembrar os acontecimentos do encontro Vasco e América. O quadro Social do Vasco da Gama, deixa-se empolgar, pelo excesso de sentimentalismo. O grande amor que os associados do Vasco dedicam ao Club é a origem de muitos males. Não devemos apupar jogadores mesmo que estes estejam perdendo por grande score. O quadro de futebol animado pela assistência pode consignar muitos tentos em poucos minutos. Esse é um motivo forte que me levará a formar a “Ala da Victória”.
A cada ponto conseguido pelos adversários do Vasco da Gama uma expansão de entusiasmo passará pelas arquibancadas capaz de levar a nossa equipe a vitória.
Vaiar é tirar a eficiência de é revigorar as forças dos jogadores.
A “Ala da Victória” dará o campeonato de 1938 ao Vasco da Gama, afirmou o Sr Armando Tavares de Oliveira.
Fonte: Jornal dos Sports 27 de Agosto de 1938

Vasco Jornal dos Sports 1938

Vasco Jornal dos Sports 1938

Nenhum comentário:

Postar um comentário