domingo, 3 de dezembro de 2017

TULIPAS VASCAÍNAS 1992: TULIPAS VEM COM TUDO

A Tulipas Vascaína promete ser uma das primeiras Torcidas Organizadas do Vasco a chegar hoje em São Januário, por dois motivos: o primeiro para torcer pela equipe, que jogará contra o Santos, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro, e o segundo será a Festa de Despedida do jogador Roberto Dinamite, do elenco de futebol profissional. Mas, entusiasmo e empolgação é o que não vão faltar a este grupo de jovens no dia de hoje.
“Agradecemos ao Roberto Dinamite todas as glórias que ele deu ao nosso Vasco, e dedicamos a ele os chopes que tomaremos após o jogo”, revelou César David, Relações Públicas da Torcida.
A Tulipas Vascaína está completando três anos de existência.
O grupo surgiu da iniciativa de 30 torcedores dissidentes da TOV e hoje conta com 600 componentes espalhados por todo o Brasil. 
Dinâmica e sempre trabalhando em prol do Vasco, a facção ainda não tem vida própria por não cobrar mensalidades de seus associados.
“Esta decisão foi tomada por todos os componentes da Diretoria. Hoje, tudo o que precisamos rateamos entre nós, ou pedimos aos sócios beneméritos do Vasco.Na pior das hipóteses, a própria direção do Clube”, declara.
Estádio de São Januário, atrás do gol a direita das cabines de rádio. E neste local que a Torcida se reúne para receber os associados e visitantes. Apesar de não ter Sede própria, a Tulipas Vascaína possui algum patrimônio, como um computador, onde são cadastrados os sócios, 15 instrumentos de bateria e quatro bandeiras, sendo que duas são para os jogos em São Januário, e as outras duas para competições de esporte amador do Clube.
“Todo este material fica muito bem guardado em uma Sala que alugamos perto do Clube”, conta.
No Vasco a Tulipas Vascaína é a segunda maior Torcida. Este prestígio é graças a presença de grande número de associados em dias de jogos. Como estamos em época de recessão e o dinheiro nunca é demais, a Tulipas Vascaína colocou a venda para os interessados lindas camisetas com a logomarca do grupo, juntamente com vários adesivos.
“O dinheiro arrecadado com essas vendas serve para comprarmos materiais para a confecção de mais bandeiras para o grupo. 
Qualquer ajuda que nos chegue, também é sempre de bom grado. São as credenciais que recebemos do Vasco juntamente com os ônibus que nos são fornecidos para as nossas viagens fora do Rio e as vezes, até dinheiro o Clube nos dá, “ comenta.
O principal objetivo da Tulipas é torcer pelo Vasco, mas sem violência. Sobre o fato o grupo critica a atuação de alguns torcedores do Clube, que não entendem o verdadeiro espírito de união entre um grupo que se diz organizado.
“Temos trabalhado muito para mudar este tipo de mentalidade entre alguns torcedores. E com certeza venceremos,” finaliza César David.
 A Tulipas Vascaína pode ser encontrada também no Estádio do Maracanã, no Bar do Valdir, na subida da Rampa a esquerda. Correspondências para a facção podem ser enviadas para o Clube de Regatas Vasco da Gama, Rua General Almério de Moura 131, São Cristóvão, Rio, aos cuidados de César David.
Fonte: Jornal dos Sports 31 de Maio de 1992

Tulipas Vascaínas Jornal dos Sports 1992

Tulipas Vascaínas Jornal dos Sports 1992

Nenhum comentário:

Postar um comentário