quinta-feira, 19 de abril de 2018

TOV 1959: A TORCIDA DO VASCO NÃO CONFIA EM MIM

A minha maior mágoa no futebol é que a Torcida não confia em mim. 
Foi Viana, zagueiro central do Vasco da Gama, substituto eventual de Belini, quem fez o desabafo.....
.... Só porque num lance bem distante da área, a Torcida começou a vaiar-me e gritar Beline. Eu, que já estava nervoso, sentindo a enorme responsabilidade que pesava sobre meus ombros, diante daquela atitude hostil, desorientei-me por completoe quase comprometi a nossa meia. 
- Para que isso não se repita, é necessário que a Torcida me ajude. Conta, aliás, com a intervenção de D. Dulce Rosalina e do Domingos Ramalho junto a nossa Torcida no sentido de que a mesma não me vaie todas as vezes em que eu entrar em campo substituindo Belini.
Fonte: Revista do Esporte 20 de Junho de 1959

TOV Revista do Esporte 1959

TOV Revista do Esporte 1959

TOV Revista do Esporte 1959

quarta-feira, 18 de abril de 2018

FORÇA JOVEM 2018: VAMOS INVADIR A ARGENTINA!

Devido a alta demanda de passagens aéreas para o jogo RACING x VASCO pela Copa Libertadores da América, o G.R.T.O. FORÇA JOVEM disponibilizou ônibus que farão o trajeto de ida e volta BUENOS AIRES (CENTRO) x AVELLANEDA (ESTÁDIO PRESIDENTE PERON).
A passagem (ida e volta) custará R$ 45,00 para quem estiver trajado de Força Jovem e R$ 70,00 para quem não estiver trajado. Não inclui ingresso!
Os ônibus sairão as 17 horas do Centro de Buenos Aires. 
A localização exata será passada aos interessados pelo Whatsapp +55 21 97121-2871 .
O trajeto terá escolta da Polícia local e será realizado pela empresa BR AR TRANSPORTES, especializada em transportes de brasileiros a Estádios argentinos.
Att.: Diretoria Oficial do G.R.T.O. FORÇA JOVEM
"REGULARIZAR, REORGANIZAR E RECONSTRUIR"
www.forcajovem.org
www.facebook.com/forcajovemvasco
www.instagram.com/fjv_oficial
www.twitter.com/fjv_oficial

Força Jovem Argentina 2018


terça-feira, 17 de abril de 2018

TORCIDA SOCIAL DO VASCO 1958: TORCIDA SOCIAL PARA ANIMAR O TIME DO VASCO

O poderoso grupo, um dos maiores da América do Sul, entrará em ação, sem charanga, na próxima sexta feira.
No sentido de estimular um espetáculo a parte, um grupo de Associados está promovendo uma das maiores concentrações sociais, baseado nas famosas Torcidas Organizadas das Universidades Estadunidenses. 
A Comissão que conta com os srs sócios. Toni, Tião, Fausto, Luís e Almirante, sras Margarida, Ana, Aida de Almeida, Ilda, Marlene e Elza, pretende congregar uma Torcida Social que será um marco na história Vascaína. 
Esta Torcida estará localizado em São Januário (na curva social) e no Maracanã atrás do gol (cadeira social), sempre em que o mando de campo pertencer ao Vasco da Gama.
Está sendo estudado um boné especial colorido que será distribuído aqueles que comparecerem aos locais designados. 
A 1ª reunião preliminar será levada a efeito durante o jogo de sexta feira em São Januário e servirá para traçar o rumo e as bases da nova organização.
Sem charangas e sem fogos, a nova Torcida Social, com os seus bonés coloridos será um espetáculo merecedor de destaque e aplausos de todos os associados e desportistas vascaínos.
A Comissão faz um apelo e convida as pessoas interessadas a comparecerem ao jogo de sexta feira, em São Januário (setor social da curva), ocasião em que tomarão contato com a Comissão da Torcida Social.
Fonte: O Jornal 23 de Julho de 1958

Torcida Social do Vasco O Jornal 1958

Torcida Social do Vasco O Jornal 1958


domingo, 15 de abril de 2018

GUERREIROS DO ALMIRANTE 2018: NOTA OFICIAL

Nesta sexta-feira (13/04), foi anunciado mais um passo para o fim das festas nas arquibancadas. Depois de proibições de bandeiras, instrumentos musicais, sinalizadores e fumaças, chegou a nossa vez. É isso mesmo. Agora, a limitação é humana. O Ministério Público, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ), o Grupo Especial de Policiamento em Estádios (GEPE) e as diretorias dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro, decidiram separar os membros de Torcidas Organizadas dos demais torcedores no estádio.
Infelizmente, não nos surpreende. O extermínio dos torcedores organizados é pretendido há anos, afinal, é muito mais fácil aplicar medidas drásticas a um núcleo de pessoas do que assumir que a falha é do próprio sistema. Para nos afastar, aumentam o preço dos ingressos, limitam quais materiais podem ou não adentrar nas arquibancadas, transformam em arenas e elitizam o nosso comportamento dentro dos estádios.
Além disso, deram início ao sistema de cadastro dos membros de cada torcida e nós, da Guerreiros do Almirante, somos proibidos de voltar com nosso material porque, a cada encontro no Gepe, nos pedem alguma informação nova nas fichas e carteirinhas, nos impedindo de cumprir com nosso objetivo enquanto Torcida Organizada. Nós temos que identificar, apontar culpados e fiscalizar o nosso espaço, segundo eles. Ou seja: nós fazemos o trabalho que cabe ao Gepe e somos taxados de bandidos porque o sistema de segurança não funciona.
Será que nos enjaulando vão acabar com os problemas que eles julgam serem causados por nós? Será que isso vai impedir os "torcedores" que vão para furtar, brigar, atrapalhar de entrar no estádio? As punições e proibições às organizadas resolveram o problema? As autoridades responsáveis por esta medida já tiveram o prazer de sentar numa arquibancada de cimento, sob o sol quente, torcendo para o seu time sem quaisquer outras intenções além de apoiar? A grande parte da imprensa desportiva -- principalmente comentaristas que sequer sabem os preceitos da Teoria da Comunicação e se acham no poder de formadores de opinião-- vocês já frequentaram, por pelo menos um dia, a rotina de uma Torcida Organizada antes de nos julgarem vagabundos?
E ao senhor Presidente Dr. Alexandre Campello: além de Torcida digital, agora nós também somos torcedores criminosos? Em sua primeira oportunidade de abraçar os vascaínos e lutar pelos nossos direitos, o senhor vai virar as costas pro maior patrimônio do Vasco? A Torcida do Vasco não deve ser lembrada apenas nos momentos de pagar as contas, implorando por sócios torcedores e sim em todos os momentos, somos nós que empurramos o time, seja ele qual for, faça sol ou faça chuva.
Que o futebol deixou de ser o esporte do povo e virou um espetáculo sem emoção todos nós já sabemos. Nossa resistência é pelo Club de Regatas Vasco da Gama e por tudo que ele representa para nós, inclusive pelo histórico de luta pelas minorias. Mas o que estamos vendo ao decorrer dos anos é bem contraditório em relação as nossas raízes.
Nós queremos fazer uma festa livre dentro dos estádios, sem discriminação e preconceito. O torcedor organizado dedica parte de sua vida pelo clube que ama e nós, Guerreiros do Almirante, não vamos nos omitir. A nossa luta é uma só e nada pode impedir o nosso grito. Estamos cansados! Não vamos ficar calados e faremos o possível e o impossível pelos nossos direitos!

Guerreiros do Almirante 2018



sábado, 14 de abril de 2018

VASKILHA 1985: INAUGURAÇÃO DA SEDE

Moçada da Vaskilha, convidando para a inauguração da Sede, dia 1º de Maio, na Av. Paranapuan, nº 1563, Tauá, Ilha do Governador, a partir das 11 horas, com aquele churrasco e muitas geladas, Joaquim, Fernando e Paulinho, assim como todos os demais Diretores, estão vivamente empenhados no sucesso da promoção.
Fonte: Jornal dos Sports 24 de Abril de 1985

Vaskilha Jornal dos Sports 1985

Vaskilha Jornal dos Sports 1985

Vaskilha Cabo Frio 1987



quinta-feira, 12 de abril de 2018

MOTIVASCÃO 1981: NOVA DIRETORIA E VOLTA AOS ESTÁDIOS

O esforçado Carlos César (Chefe da Motivascão) informa a esta Bola que a Motivascão, uma das facções mais incrementadas da Torcida Vascaína, está ai firme e forte. Formou nova Diretoria e vai voltar aos Estádios. (28/03)
Agradecemos aos amigos, Jornal dos Sports, comerciantes de Rocha Miranda e adjacências, ao Vasco da Gama, associados da Torcida e todos que contribuíram com nossas rifas e outras.
Num brilhantismo dinâmico de nossa Diretoria, estaremos nos preparando com muita garra e espírito de luta, para voltarmos aos Estádios e representarmos o nome que simboliza o magnífico Gigante da Colina, ou seja, Motivascão.
Temos, sobretudo, amor pelo Vasco e esperamos alcançar o objetivo de formar um grupo gigantesco, onde possamos abraçar esse amor, aos gritos, clamando o nome do Vasco, lá do alto das arquibancadas dando a demonstração de que somos Vascaínos de todas as fases que o nosso Clube atravessar.
Lúcia, Centro Rio (02/04)
Fonte: Jornal dos Sports, Coluna Bola em Jogo 28 de Março e 02 de Abril de 1981

Motivascão Jornal dos Sports 1981

Motivascão Jornal dos Sports 1981

Motivascão Jornal dos Sports 1981


quarta-feira, 11 de abril de 2018

EXORCI-VASCO 1975: TIME DE FUTEBOL DA TORCIDA GRANDE ATUAÇÃO

“Quero comunicar aos interessados que além da Força Jovem a grandiosa Exorci-Vasco já começou a arrancar troféus e apenas não ganhamos um turno e sim um torneio completo, tendo sido realizado em Jacarepaguá com mais sete Clubes, sendo campeã invicta e queremos desafiar a Força Jovem assim como aos interessados em nos enfrentar bastando para isso escrever para o Bate Bola comunicando-nos. É isso ai” (17/05/75)

INVICTO
“O timeco da Torcida Exorci-Vasco está ficando enjoado, pois em 13 jogos não tivemos nenhuma derrota e apenas dois empates e no caso computando as 11 vitórias. Os principais artilheiros são: Luíz Carlos e Valmir com 16 gols e Vaguinho com 15 gols, a nossa formação é o seguinte: Walfrido, Gersimar, Mário, Carlos e Wagner: Karete e Amauri, Arimar, Walmir, Luíz Carlos e Vaguinho”  (07/06/75)

TORNEIO
“Venho por meio desta alertar as Torcidas do Vasco e aos organizadores do Torneio de Futebol de Campo, patrocinado por uma emissora local, que a representação Vascaína deveria ser formada por todas as Organizadas do Vasco, pois assim formaríamos uma grande equipe. Infelizmente, um dos nossos Chefes de Torcida organizou o time com seu pessoal e mais chegados.
Como Presidente da Exorci-Vasco agradeço o convite por eles nos dado e comunico que estaremos lá disputando o Torneio e abram o olho, pois iremos para ganhar” (Valfrido Presidente da Exorci-Vasco 22/07/75)
Fonte: Coluna Bate Bola do Jornal dos Sports 17 de Maio, 07 de Junho e 22 de Julho de 1975

Exorci-Vasco Jornal dos Sports 1975

Exorci-Vasco Jornal dos Sports 1975

Exorci-Vasco Jornal dos Sports 1975


terça-feira, 10 de abril de 2018

FORÇA JOVEM 1970: VENHA PARA A FORÇA JOVEM

Convido a todos os Vascaínos, jovens, moças e rapazes a se incorporarem a Força Jovem do Vasco, da qual com muita honra sou patrono. Peço aos torcedores que não vaiem nosso time no Estádio Mário Filho, porque estaremos vaiando a nós mesmos, pois a camisa do Vasco faz parte da gente, e qualquer medida contra os jogadores ou os dirigentes deve ser tomada em São Januário, na nossa casa.
Peço também o incentivo de todos para os campeonatos amadores, onde o Vasco sempre brilha. Os interessados em juntar-se a nós devem escrever para Rua Conego Tobias, 80, Méier, ou procurar-nos no ângulo do corner, junto a Torcida do Vasco.
Manuel, Força Jovem do Vasco, GB.
Fonte Jornal dos Sports 1970

Força Jovem Jornal dos Sports 1970

Força Jovem Jornal dos Sports 1970

Vasco Maracanã 1970


segunda-feira, 9 de abril de 2018

TOV E TUV 1954: REPROVADA A INICIATIVA DO DESAFIO AO RUBRO NEGRO

A Torcida Uniformizada do Vasco também considera uma tolice a aposta.
A comissão diretora da Torcida Uniformizada do Vasco também considera uma tolice, tal como a defeniu o Fadel Fadel, Vice Presidente Rubro Negro, a idéia do João de Lucca, ex Chefe da Torcida Cruzmaltina (TOV), lançando um desafio ao Dragão Negro, mediante uma aposta de um churrasco de 100 talheres na vitória do clássico de domingo.
Alegam os integrantes da Torcida Cruzmaltina, que desde o início do seu movimento hoje é uma esplendida realidade quando enfrentavam sol e chuva, iam todos os campos, torciam nos dias de vitória e derrota, sem contar com o menor apoio do Clube, trataram exclusivamente de estimular o quadro Cruzmaltino, sem nunca menosprezar o adversário, fosse ele quem fosse. 
Ora, a aposta, ainda que que em forma de churrasco, não deixa de ser um desafio e que, como tal, como pode acirrar ânimos e provocar rivalidade o que foge inteiramente ao objetivo da Torcida Uniformizada do Vasco. 
E seriam exatamente os componentes dessa Torcida, esses que torcem espontaneamente e porque são realmente Vascaínos que ficariam expostos a chacota dos torcedores rivais, em caso de derrota. 
Desse modo, a Torcida Uniformizada do Vasco avisa aos torcedores rubro negros que não apóia o fracassado desafio e que espera que entre ambos os grupos de adeptos reine camaradagem, embora cada qual desejando a vitória do seu Clube.
Fonte: O Jornal 15 de Outubro de 1954

TOV e TUV O Jornal 1954

TOV E TUV Revista Sport Ilustrado 1954




sexta-feira, 6 de abril de 2018

VASPANEMA 1981: VASPANEMA COM FORÇA TOTAL

Com a eleição da Nova Diretoria, a Vaspanema pode contar agora com muito mais força. Estamos todos lutando no sentido de planejar tudo de maneira mais expressiva, para podermos dar um apoio maior ao Vascão da Gama. 
As metas pretendidas pela nossa Diretoria, são as de maior apoio ao Clube pelo qual amamos de todas as maneiras e para um bom andamento de Torcida, queremos pedir a colaboração ativa de nossos sócios.
Nós, que levamos um grito uniforme de apoio ao nosso Clube, temos a certeza de plena realização em nossos objetivos e para isso não faltará a colaboração repleta de muito carinho. 
E nos altos e baixos que certamente aparecerão, venceremos com muito ânimo e sempre apostos para novas realizações, porque amamos a essa religião Vascaína constituindo um sacerdócio verdadeiro, puro, somente de amor e dedicação.
E é por esse motivo de incentivo ao nosso clube, que eu gostaria de deixar aqui o meu protesto no que diz a cobrança de ingressos. 
É um absurdo pagar 300,00 cruzeiros por uma partida de futebol. Graças a Deus, eu posso pagar, mas quem tem família, filhos, que ganha salário mínimo, poderá acompanhar seu Clube? Fica aqui um alerta a Cobraf, pois se continuar assim, frequentar Maracanã será privilégio de muitos poucos, e as rendas continuarão a cair.
Com tudo isso, nós, da Vaspanema, estaremos lá na arquibancada esperando por vocês. Venha participar de mais um movimento de amor ao Gigante da Colina. 
Traga nos dois retratos e participe ativamente, não só na arquibancada, mas em todas as promoções realizadas.
Contamos também com o nosso Futebol Feminino, que procura nosso adversário, pois está sendo fácil demais. Esperamos as demais Torcidas, para marcarmos outros jogos e até formarmos um campeonato.
Vaspanema, a Torcida princesa, num reino de amor ao Gigante da Colina, o Vasco da Gama.
Carminda Assunção, Penha, Rio
Fonte: Jornal dos Sports 10 de Junho de 1981

Vaspanema Jornal dos Sports 1981

Vaspanema 1981

quinta-feira, 5 de abril de 2018

RENOVASCÃO 1978: HOMENAGEM A DULCE ROSALINA. RETIRO VIROU RENOVASCÃO

Com homenagem dos Vascaínos de Ilha de Guaratiba a Dulce Rosalina, Líder da Torcida do Vasco, o Esporte Clube Retiro passou a se chamar Esporte Clube Renovascão. A decisão foi tomada por unanimidade entre dirigentes e torcedores do Retiro.
No próximo jogo, amanhã, no campo do Retiro, o Renovascão jogará pela primeira com seu nome novo, contra o FC Viação de Campo Grande. Haverá também a estréia dos novos uniformes, iguais aos do Vasco, em substituição aos rubros-negros usados até o jogo passado.
Fonte: Jornal dos Sports 15 de Julho de 1978

Renovascão Jornal dos Sports 1978

Renovascão Jornal dos Sports 1978

quarta-feira, 4 de abril de 2018

VASCO 1964: A HISTÓRIA DO VASCO DA GAMA

Revista do Esporte 11 de Setembro de 1964

Vasco Revista do Esporte 1964

Vasco Revista do Esporte 1964



terça-feira, 3 de abril de 2018

TOV 1957: D. DULCE ROSALINA, REPRESENTA UMA GERAÇÃO DE MOÇAS IDEALISTAS

Tivemos o prazer do convívio em nossa Redação, por alguns minutos de D. Dulce Rosalina, vivandeira da Torcida Organizada feminina do Vasco da Gama
D. Dulce Rosalina, representa uma geração de moças idealistas, que abandona o bem-estar das cadeiras numeradas para levarem o pavilhão cruzmaltino, as arquibancadas e gerais, das praças desportivas.
No Maracanã ou no mais longinguo campo suburbano, poderão faltar todos mas, as valorosas bandeirantes cruzmaltinas e a trombeta de talo de mamão do Ramalho, estarão sempre alertas e presentes.
A essa gente boa e idealista, três Casacas e um toque de talo de mamão.(11/12)

SURPRESAS NO MARACANÃ
Senhorita Dulce Rosalina, líder da Torcida Vascaína e que, está preparando surpresas para a peleja de domingo contra o Flamengo.
“A Torcida do Vasco estará com grande forma. Nós apresentaremos muitas novidades, aumentando o brilhantismo do tradicional clássico dos milhões”, afirmou. (13/12)
Fonte: Jornal dos Sports 11 e 13 de Dezembro de 1957

TOV Jornal dos Sports 1957

TOV Jornal dos Sports 1957



domingo, 1 de abril de 2018

SUPER JOVEM 2018: PARABÉNS12 ANOS

Fundada em 31 de Março de 2006.
Parabéns por mais um ano de existência!!!
São 12 anos de altos e baixos, muita dedicação e muita dificuldade, mas nunca irá faltar o mais importante que é o nosso amor pelo Vasco.
Super/ +/ Jovem está em festa!!!
CORAGEM E LEALDADE

Super Jovem 12 Anos 2018

quarta-feira, 28 de março de 2018

TOV 1967: VASCAÍNOS TORCEM ATÉ COM IÊ-IÊ-IÊ

Para arrebatar o prêmio destinado a melhor Torcida, Dulce Rosalina acertou a ida de um conjunto de iê-iê-iê hoje ao Estádio Mário Filho, pois pretende, com todos seus adpetos, ilhar a Torcida do América, cobrindo todo o Estádio com bandeiras do Vasco, desde a geral até as arquibancadas.
No computo geral, a Torcida do Vasco permanece em primeiro lugar, e se hoje conseguir se portar como das outras vezes, ganhará o prêmio da Federação Carioca. Neste sentido, a Chefe da Torcida Vascaína faz um apelo para que os torcedores compareçam em massa, trazendo se possível, bandeiras do Clube.

TERRÍVEL
Já denominada de “A Terrível”, a Torcida do Vasco teve papel importante na espetacular reação contra o Botafogo. E como o jogo de hoje se apresenta decisivo as pretensões do Vasco, de tentar disputar o título de Campeão da Taça Guanabara, o Presidente João Silva pede a sua Torcida que, mais uma vez, compareça em massa ao Estádio Mário Filho.
Fonte: Jornal dos Sports 16 de Junho de 1967

TOV Jornal dos Sports 1967

TOV Maracanã 1968

TOV Maracanã 1968


terça-feira, 27 de março de 2018

segunda-feira, 26 de março de 2018

FORÇA INDEPENDENTE 2018: VASCAÍNO SANGUE BOM

Doe Sangue, dia 31 de Março as 11 horas no INCA.
Doe Sangue, Sangue é Vida.


Força Independente Doe Sangue 2018

domingo, 25 de março de 2018

PEQUENOS VASCAÍNOS 1993: TROFÉU DESTAQUE DO ANO DE 1992

Todos os anos, a Torcida Pequenos Vascaínos realiza a tradicional Festa de entrega do Troféu Destaque do Ano para os profissionais que atuam com destaque no esporte carioca a cada temporada. No próximo dia 17 de janeiro, a partir das 11 horas da manhã, vai acontecer a entrega do Destaque do Ano de 1992, no Sítio Paradise dos Sonhos, em Seropédica. Entre outros serão homenageados: Washington Rodrigues do Jornal dos Sports (melhor coluna), Jorge Nunes do O Povo (melhor cronista), Francisco Horta da Rádio Tupy (melhor comentarista). A Festa será com muito chope, churrasco, futebol e piscina.
Fonte: Jornal dos Sports 13 de Janeiro de 1993
 
Pequenos Vascaínos Jornal dos Sports 1993

Pequenos Vascaínos São Januário 1991

Pequenos Vascaínos São Januário 1992


sábado, 24 de março de 2018

FORÇA JOVEM 1990: TORCIDA VASCAÍNA LAVA A ALMA NO MARACANÃ

Domingo de Páscoa lembra ovos de chocolate e a ressurreição de Jesus Cristo. Só que para a Torcida do Vasco o domingo teve um gosto especial: foi o dia em que Bebeto marcou o seu primeiro gol no Maracanã com a camisa Vascaína e a quebra de jejum teve um gosto especial porque foi em cima do Flamengo, o maior rival do atual Campeão Brasileiro.
Os Vascaínos que estavam inferiorizados numericamente nas arquibancadas do Maracanã se agigantaram e acabaram calando a grande Torcida Rubro Negra que chegou alegre e saiu triste do Estádio, tendo que ouvir os gritos de Bebeto e Bicampeão, além dos xingamentos a Renato, o principal alvo da ira vascaína, perseguido durante toda a partida...
A Torcida do Flamengo também ficou alucinada com o gol de Bebeto e tentou partir para brigar com a do Vasco, mas a ação dos soldados da Polícia Militar impediu o conflito.
Quando Sorato marcou o segundo gol no início do segundo tempo, a Torcida do Vasco aproveitou a tristeza que reinava nas arquibancadas rubro-negras para provocar: “Ela, ela, ela, silêncio na favela”.
O gol de Gaúcho aos 31 minutos do segundo tempo reacendeu as esperanças da Torcida do Flamengo. Mas foi apenas fogo de palha.
Se depois do jogo, as coisas voltaram ao normal, os integrantes das Organizadas, tinham muitas queixas da atual administração do Maracanã, por causa do vazamento nos canos que provocaram grandes poças d’água que dificultaram o acesso livre as arquibancadas.
Tuninha, uma das chefes da Torcida Flamante, externava o seu descontentamento contra os atuais responsáveis pelo Maracanã.
- Essas pessoas não tem amor ao Maracanã como nós temos. A Torcida tenta fazer as coisas certas e até os policiais nos dão toda força, mas a Suderj anda deixando furos em relação as condições do Maracanã.
Armindo Pereira (Metralha), um dos líderes da Força Jovem do Vasco, dava força as queixas de Tuninha. Ele admitiu que já brigou muito, mas agora zela pelo bom entrosamento entre as Torcidas. Pereira explicou que só entram para a Torcida, pessoas de bons antecedentes, com mensalidades pagas e carteiras. Isso para que seja feita uma verdadeira seleção. Gente de comportamento duvidoso, não entra na Força.
Fonte: Jornal dos Sports 18 de Abril de 1990

Força Jovem Jornal dos Sports 1990

Força Jovem Maracanã 1990